Marcador de páginas interage com o leitor

29 Agosto 2014

A editora Penguin-Companhia das Letras lançou um marcador de páginas que interage com o Twitter. Chamado de Tweet for a Read, o produto funciona como a conexão wi-fi de um computador e, por meio de um sensor, o usuário da rede social é lembrado de continuar lendo o livro de onde parou.

Os marcadores estampam a caricatura de escritores famosos como José Saramago e Nietzsche. Cada um deles tem um perfil no Twitter e envia mensagens com frases dos próprios autores para o leitor.

Assista ao vídeo:

Fonte: Jornal NH

Anúncios

Workshop – Biblioteca além do livro

26 Agosto 2014

BANNER_INTERNO_SITE-01 (1)

Biblioteca da Feevale oferece curso de extensão para qualificação nas pesquisas científicas. Workshop– Biblioteca além do livro: conhecendo os recursos para facilitar a pesquisa acadêmica é destinado aos acadêmicos, alunos de pós-graduação, alunos de iniciação científica e comunidade em geral. A capacitação ocorrerá de forma teórica e prática sobre os recursos e serviços oferecidos pela Biblioteca; normas e regulamentos; pesquisas no catálogo on-line, pesquisa em fontes eletrônicas disponíveis por intermédio da biblioteca da Feevale e de forma livre.

A primeira edição  ocorrerá no dia 13 de setembro de 2014, sábado, 09h às 13h, no laboratório 509 – Prédio Multicolor. O aluno receberá certificado que poderá ser utilizado para horas complementares.

O workshop será ministrado pelos Bibliotecários Patricia Valerim e Fabrício Schirmann Leão.

Se não for possível se inscrever, fique atento, pois ainda neste semestre serão oferecidas novas edições do workshop!

Mais informações aqui.

Hemeroteca Digital Brasileira

22 Agosto 2014

A historiografia brasileira, de 1808 até os dias atuais, pode ser consultada na Hemeroteca Digital Brasileira, que leva ao público uma coleção de jornais, revistas, anuários, boletins e outras publicações seriadas da coleção da Biblioteca Nacional. Por meio da Lei do Depósito Legal – obrigatoriedade do depósito na Biblioteca Nacional de um exemplar de tudo o que se publica no País –, a instituição se beneficiou com a aquisição de milhões de páginas de nossa memória impressa.

Considerada a mais antiga e completa do País, a Hemeroteca Digital Brasileira, a partir de 2011, com apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), começou a digitalizar e disponibilizar dez milhões de páginas de periódicos brasileiros, que estão em domínio público.

Fazem parte da coleção jornais raros, extintos e correntes como o Correio da Manhã (1901) – um dos mais importantes da história da imprensa brasileira e o jornal extinto mais consultado na Biblioteca Nacional -, O Paiz (1860), Gazeta de Notícias (1875), Gazeta do Rio de Janeiro (1808) e Correio Braziliense (1808).

 

hemeroteca

Fonte: Portal Brasil

 

 

Arte escondida em livro

15 Agosto 2014

Há alguns dias, Colleen Theisen, que ajuda com divulgação e instrução nas Coleções Especiais & University Archives da Universidade de Iowa, compartilhou uma imagem incrível que ela fez que demonstra a chamada pintura fore-edge na borda de um livro chamado Autumn, de 1837, escrito por Robert Mudie .

Pintura fore-edge é uma maneira de esconder uma pintura na borda de um livro para que ela só possa ser vista quando as páginas são distorcidas em certo ângulo.

Para ler mais, clique aqui.

autumn-new

Autumn

Novas aquisições do mês de julho

11 Agosto 2014

Confira o que foi adquirido pelas Bibliotecas em julho, no site abaixo:

www.feevale.br/biblioteca/aquisicao

Ci

 

cii

10 dicas úteis para o sucesso com e-books

29 Julho 2014

Estas dicas são destinadas principalmente a autores. Mas também podem interessar a editores, donos de editoras e também quem trabalha no ramo.

EBOOK_APPLE

1.       Parar de reclamar das editoras.

2.       Ter talento.

3.       Ter várias habilidades.

4.       Ter mais de um e-book já escrito.

5.       Escolher o gênero certo.

6.       Escrever livros menores, com mais frequência.

7.       Se preocupar com qualidade, não com o preço.

8.       Ter sua própria base de usuários/consumidores.

9.       Criar sua própria plataforma de vendas (seu próprio site).

10.   Não ter vida social.

Para saber mais, clique aqui.

Fonte: Blog do Galeno.

Por que os alunos abandonam as bibliotecas conforme crescem?

15 Julho 2014

O hábito da leitura é um prazer a ser descoberto e conquistado – e não há melhor fase para adquiri-lo do que a infância e a adolescência. Parte das crianças tem o privilégio de ter pais leitores, livros em casa e muito estímulo. Mas, infelizmente, essa não é realidade de todas. Por isso as bibliotecas escolares e comunitárias são tão importantes.

Apesar da importância, nem todas as escolas conseguem fazer um bom uso desse equipamento. Levantamento feito pelo movimento Todos pela Educação para o Observatório do Plano Nacional de Educação (PNE), com dados da Prova Brasil 2011, mostram que o porcentual de alunos da rede pública que nunca ou quase nunca utiliza a biblioteca de sua escola salta de 18,5% para 35,1% do 5.º para o 9.º ano do ensino fundamental no País. Em contrapartida, o número de estudantes que sempre ou quase sempre usa a biblioteca despenca de 57,4% para 29,9%, entre as mesmas séries.

bibliotecaescolaweb-300x200

Outro dado também chama a atenção: o porcentual de professores que leva seus alunos para a biblioteca para “momentos de leitura literária e estudos em geral”. A taxa cai de 40,1% entre professores do 5.º ano para 23% entre os do 9.º

Integrante do Movimento Brasil Literário (MBL), a coordenadora da rede de bibliotecas públicas da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, Fabíola Farias, também chama a atenção para o papel do professor. “Na educação infantil e no ensino fundamental, o aluno é levado pelo professor à biblioteca para desenvolver uma série de projetos. Mas, quando não há uma ação propositiva em torno do livro e da leitura literária, o estudante não assimila e depois abandona a biblioteca.”

Castigo. O levantamento do Todos pela Educação retrata ainda que 3% dos professores do 9.º ano do fundamental costumam mandar para a biblioteca os alunos que atrapalham as aulas, contra 1% do 5.º ano.  “O próprio professor muitas vezes não compreende o espaço da biblioteca, não tem o valor da leitura constituído”, diz Fabíola.

Para ler o artigo na íntegra, clique aqui.

Fonte: Bibliothings.

Títulos novos adquiridos no mês de junho

11 Julho 2014

Quer saber o que as Bibliotecas adquiriram no mês de junho? Clique no link abaixo:

http://www.feevale.br/biblioteca/aquisicao/destaques-do-acervo

CI

 

CII

Humor e Biblioteca

4 Julho 2014

10446485_673214816100501_755637584971177176_n

Confira as novas aquisições do mês de maio

18 Junho 2014

Confira o que foi adquirido pelas Bibliotecas em maio, no site abaixo:

www.feevale.br/biblioteca/aquisicao
CII

 

 

CI

O livro que você provavelmente não poderá ler

16 Junho 2014

Imagine chegar a uma livraria e descobrir que saiu um livro com crônicas inéditas de alguns dos seus escritores favoritos. Imagine também que você jamais poderá ler esses contos porque estão escritos em braille – e você não lê braille.

braile

A Fundação Dorina Nowill para cegos acaba de lançar esse livro. “Palavras Invisíveis” traz crônicas de Luis Fernando Verissimo, Lya Luft, Eliane Brum, Ivan Martins, Fabrício Carpinejar, Martha Medeiros, Tati Bernardi, Carlos de Britto e Mello, Antônio Prata e Estevão Azevedo.

O livro jamais será lançado em tinta.

A ideia é fazer com que o público vivencie uma experiência corriqueira na vida de pessoas com deficiência visual: a exclusão. E que dessa vivência surja um resultado positivo, que o público reflita e comece a pensar – e agir – de forma mais inclusiva.

No Brasil, 95% dos livros publicados não são lançados em formatos acessíveis – como áudio, Daisy (sigla para digital accessible information system ou sistema digital acessível), fonte ampliada e braille, por exemplo.

Fonte: Último segundo

Táxis circulam com biblioteca móvel e empréstimos de livros

11 Junho 2014

O projeto BiblioTáxi, que oferece livros para clientes lerem no trajeto ou levarem para casa, está fazendo sucesso em João Pessoa (PB) e em Vitória (ES).

Em João Pessoa são aproximadamente 500 livros na capital disponíveis aos passageiros. Em torno de 90% deles são de literatura. Após dezoito anos trabalhando como taxista, Almir Angelo Sousa da Silva aliou aos cuidados com a direção o de incentivador à leitura.

taxi

Qualquer passageiro que pegue um dos pouco mais de 400 veículos que integram o projeto na capital tem acesso aos livros fornecidos pela editora Saraiva para o projeto de BiblioTáxi. As pessoas cadastradas no aplicativo EasyTáxi, que é uma empresa que facilita o contato entre taxistas e o público, têm o direito a levar os livros para ler em casa.

Além dessas cidades, o Bibliotaxi também está sendo implantado em mais de 20 cidades brasileiras e o próximo objetivo é atingir cidades de outros países. “Esse projeto é importante para as cidades onde ele acontece, uma vez que faz com que o entretenimento e o conhecimento se tornem acessíveis”, diz Jorge Saraiva Neto, presidente do grupo Saraiva.

A doação dos livros faz parte das comemorações do centenário da Saraiva. A editora fez uma seleção bem eclética de obras, visto que diversos tipos de pessoas passam pelos táxis. Nas bibliotecas há títulos como o clássico O Príncipe, de Maquiavel, a sucessos de vendas como Comer, Rezar, Amar e O Caçador de Pipas. Títulos de autoajuda  também estão à disposição dos passageiro.

Fonte: G1 e Blog do Galeno

 

Um livro que vira filtro de água

6 Junho 2014

Um livro lançado recentemente nos Estado Unidos tem uma função inusitada, além da leitura, e para lá de sustentável: filtrar água. A agência DDB de Nova York e a organização Water is Life criaram o ‘Livro Potável’, manual com informações sobre saneamento e que, depois de lido, pode ser usado como purificador de água.

A publicação é feita com um tipo de papel, criado por estudiosos de duas universidades americanas, que contém nanopartículas de prata. Capazes de reter poluentes e organismos que causam doenças, como cólera, por exemplo, elas revestem cada página.

livro 1

Após a leitura, basta destacar a folha do livro. Depois, encaixa-se a página no recipiente e, enfim, a água pode ser despejada sobre o papel. Após esta filtragem, a água contaminada é considerada potável, com redução de 99,99% das bactérias presentes.

O livro tem 24 páginas, cada uma com dois filtros. A mesma folha pode ser usada para purificação por até um mês: com um exemplar, pode-se obter água potável por quatro anos.

Fonte: O Dia

Câmara discute definições para e-books

26 Maio 2014

Representantes do mercado editorial e membros das comissões de Cultura e de Educação da Câmara dos Deputados se dedicaram, no último dia 6, a entender os novos significados adquiridos pela palavra livro nos últimos anos, especialmente com o desenvolvimento do mercado de livros digitais.

ebook-mais-barato

Eles se reuniram em audiência pública em Brasília para discutir o PL nº 4534/2012, que atualiza esse conceito e estabelece a lista de produtos que poderiam ser equiparados ao livro – e que, assim, poderiam ter os mesmos benefícios de isenção tributária que o livro em papel tem.

A inclusão do e-book nesse rol foi comemorada. A polêmica, porém, ficou por conta da inclusão dos leitores digitais nesta lista. Entre os debatedores e interessados na questão estavam Alex Szapiro, vice-presidente da Amazon no Brasil, que vende o e-reader Kindle, e Sérgio Herz, presidente da Livraria Cultura, que vende o Kobo.

Os tablets produzidos no Brasil, entre outros equipamentos, já não precisam pagar o PIS/Cofins e tiveram redução no IPI. A ideia é que a iniciativa torne os aparelhos de leituras mais baratos e que eles ajudem a democratizar o acesso a livros no País.

Os E-readers entram no texto da lei ao lado de fascículos, atlas geográficos e álbuns para colorir e são assim descritos: “equipamentos cuja função exclusiva ou primordial seja a leitura de textos em formato digital ou a audição de textos em formato magnético ou ótico, estes apenas para acesso de deficientes visuais”.

Participaram, também, profissionais da cadeia do livro – editores, livreiros, bibliotecários, etc. – e de órgãos públicos.

Fonte: Estadão

Novidades nos acervos das Bibliotecas em abril

21 Maio 2014

Fique por dentro do que foi adquirido pelas Bibliotecas em abril, clicando no site abaixo:

www.feevale.br/biblioteca/aquisicao

ci

 

cii