“Instant Search” turbina as buscas no Google

Serviço começa a mostrar resultados antes de o usuário terminar de digitar os termos de busca.

O CEO da Google, Eric Schmidt, enviou uma mensagem pelo Twitter com o seguinte dizer: “I predict big things happening today at Google. We’re already fast… Fast and about to get faster.” Ou seja: “Vejo grande mudanças no Google hoje. Se já somos rápidos, seremos mais rápidos ainda” – em tradução livre do inglês.

Isso foi pouco antes do evento sobre search (buscas na internet) entrar no ar no canal do Google no Youtube

O que segue é uma apresentação de alguns dados sobre a dinâmica de uma busca:

Para digitar o termo, as pessoas levam em média 9 segundos. A esse tempo seguem 300 ms de busca nos bancos de dados do Google, e outros 7 para o usuário escolher o link apresentado.

Marissa Mayer, executiva do Google, informa que é exatemente esse tempo que queremos diminuir e faz uma apresentação do que quer dizer com menos tempo e mais informação:

Ela digita no campo de buscas as inicias SFM, de San Francisco Modern Museum of Arts. Assim que as iniciais são expostas, o buscador abre uma página com resultados exatamente do museu. Sem deixar a página, Marissa continua a inserir dados no campo de busca. 

Ela quer digitar woman (mulher, em inglês), pois a executiva está buscando informações sobre um quadro chamado “Woman with Hat”. Enquanto escrever Wom, a página de resultados é modificada e passa a exibir resultados incluindo SFM e woman, nos snippets (informações abaixo dos links exibidos) mostrados, é exibida a informação de que o quadro, de Matisse, está em exposição no SFM.

Se essa busca tivesse de ser feita da forma tradicional, informando o nome do museu, o usuário seria levado a visitar a página da instituição e, a partir de lá, procurar pela obra.

Um detalhe: palavras consideradas sexualmente ofensivas (“X-rated”), como palavrões e as que sugerem crimes sexuais, não geram resultados de busca.

Os browsers que oferecem suporte ao Instant Search são o Google Chrome, o FireFox, o Safari e a versão 8 do IE.

O recurso Instant Search deverá ser passado para a palataforma mobile também, uma vez que as buscas e a digitação em dispositivos móveis são mais difíceis.

Durante a apresentação, um contador marcava a quantidade de horas economizadas assumindo que todo mundo estaria usando o recurso. Em menos de uma hora, o relógio marcava 36 mil horas economizadas em buscas na web.

Nas próximas semanas, esse recurso estará disponível para usuários da Alemanha, Itália, Rússia, Reino Unido e França, além dos EUA.

Fonte: http://pcworld.uol.com.br/noticias/2010/09/08/instant-search-turbina-as-buscas-no-google/ 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s